Medalha

Histórico da Medalha de Nossa Senhora do Amparo

medalha

No ano de 2001, a Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Amparo, fiel ao Carisma: SER AMPARO – ACOLHER E EDUCAR A CRIANÇA POBRE E NECESSITADA, TENDO POR MODELO NOSSA SENHORA DO AMPARO, decidiu, após vários estudos e consultas às Irmãs, fazer uma imagem de sua padroeira, amparando duas crianças, sendo um menino e uma menina, representando a missão das Irmãs nos Colégios – abrangendo os dois sexos, nas Escolas Domésticas, Creches e nas diversas pastorais.

No altar da Casa-Mãe, o Amparo de Petrópolis, permanece a primitiva Imagem de Nossa Senhora do Amparo, cuja encomenda foi feita pelo Fundador, o Padre João Francisco de Siqueira Andrade, ao Instituto Artístico de Rietzler, Munique, Baviera, na Alemanha, através do procurador do citado Instituto, o Sr. Thomas Driende, com data de 21 de junho de 1880.

A Virgem tem vestes brancas, manto azul e braços estendidos e acolhedores aos que a cercam. Uma tradição oral chega até nós, dizendo que o Padre Siqueira, no ano de 1868, visitando uma Igreja em Montevidéu, vira ali uma imagem de Nossa Senhora do Amparo, abrigando crianças sob o seu manto. Ele teria dito, cheio de júbilo: “É esta a imagem que desejo vê-la protegendo as crianças na minha Instituição, a Escola Doméstica de Nossa Senhora do Amparo”.

Na década de 1960, sendo Superiora Geral, Irmã Áurea de Jesus Hóstia, foi feita uma imagem de Nossa Senhora, amparando duas meninas, uma de pé e outra de joelhos.

Nos anos de 1990, Irmã Coleta Cavalcante de Moraes, como Superiora Geral, ouvindo a Congregação, mandou fazer uma medalha com Nossa Senhora do Amparo, amparando uma criança, sob o “Tau” franciscano. Uma medalha bonita, porém o material não foi bom e logo as Irmãs passaram usar a antiga medalha.

Hoje, temos a Imagem de Nossa Senhora do Amparo com um menino e uma menina, ambos de pé, deixando-se tocar por suas mãos. A partir desta idéia, será confeccionada a medalha que será usada pelas Irmãs.

Para alcançar esta realização, precisávamos de uma foto que ajudasse na elaboração da idéia, até chegar à confecção da imagem. Neste intento, pudemos contar com a colaboração de Alessandra Nunes da Cruz, nascida em 11 de maio de 1978, nesta cidade de Petrópolis, filha de Pedro Souza da Cruz e Maria Lúcia Nunes da Cruz, professora em exercício na Escola Doméstica de Nossa Senhora do Amparo; uma menina de 06 anos de idade, Rayane Trindade Carvalho, natural de Petrópolis, nascida em 29/12/1994, filha de Evanir Fiúza Trindade, atual aluna do Amparo; Leonardo Guimarães Fernandes, de 03 anos de idade, nascido em 22 de abril de 1998, em Petrópolis, filho da Dra. Sandra Mendes Guimarães e do Dr. Marcos Fernandes; ela, médica pediatra das crianças do Amparo e ele, médico das Irmãs.

Cada um dos que compõem a foto, o fizeram de boa vontade, em espírito de colaboração com a Congregação, tendo em vista que a mesma Congregação não visa lucros ao divulgar a imagem, o Carisma e a devoção a Nossa Senhora do Amparo.

Irmã Maria Therezinha Vieira, Superiora Geral da Congregação e Irmã Neli do Santo Deus, responsável por este serviço, agradecem a Professora Alessandra, Dra. Sandra e Dr. Marcos e Evanir a participação neste projeto da Congregação.

Que Alessandra, Leonardo e Rayane e suas famílias sejam protegidos por Nossa Senhora do Amparo em sua caminhada e que possam viver felizes, proporcionando alegria a quantos gozarem de seu convívio. A todos fica a bênção da Mãe de Deus, sob o título de Nossa Senhora do Amparo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*