A Padroeira

006

NOSSA SENHORA DO AMPARO é a Padroeira da Congregação. Sua devoção tem origem na antiguidade, na cidade de Lamego, Portugal, por causa de uma imagem da Virgem do Amparo, atribuída ao ex-fariseu Nicodemos, que aderiu à Igreja nascente após a ressurreição de Cristo.

A invocação a Nossa Senhora do Amparo tornou-se popular na velha Lusitânia, entre os marujos que, em suas longas e perigosas travessias, imploravam a proteção e o amparo de Maria, ao enfrentarem as tempestades e os riscos do oceano desconhecido.

Logo após o descobrimento do Brasil, o culto a Nossa Senhora do Amparo chega até nós. Em Olinda, Pernambuco, um dos primeiros templos lhe é consagrado. A Cidade de Fortaleza teve sua origem no forte de Nossa Senhora do Amparo.

O Padre Siqueira, neto de Francisco Antonio de Andrade, que pertencia à colônia portuguesa existente em Jacareí, Estado de São Paulo, ao fundar sua Instituição de Caridade, em Petrópolis, Estado do Rio de Janeiro, em 1871, deu o nome de Escola Doméstica de Nossa Senhora do Amparo, assim como o nome da Congregação dedicada à educação de crianças pobres.

Na verdade, o amparo de Maria está presente em nossos momentos de dor, de aflição e de alegria. Ela está junto à cruz de cada um de seus filhos. Ela é o amparo das crianças e dos sofredores.

Irmã Francisca Pia, co-fundadora da Congregação, dizia sempre: “Estamos na Congregação para fazer as vezes de Nossa Senhora do Amparo”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*