Espiritualidade

cong_04

Irmã Francisca Pia com um grupo das fiéis colaboradoras da obra procura cumprir o que Padre Siqueira deixou em seu Testamento: “Que o pessoal docente, uma vez organizado, tome o título de Congregação de Nossa Senhora do Amparo, observando a regra da  Terceira da Ordem de São Francisco da Penitência”. ( Art. 3º Testamento)

Contou com o empenho do Cônego Amador  Bueno de Barros que  em 25 de março de 1886, consegue Rescrito Apostólico dado por Dom Frei Rocco Cochia, OFMCap, criando a Congregação das Filhas de Maria, com o título de Congregação de Nossa  Senhora do Amparo, observando a Regra da Terceira Ordem de São Francisco.

Desde as primeiras Irmãs, a Congregação sempre buscou viver o espírito evangélico-franciscano da simplicidade e amor aos mais necessitados.

Com o grupo das Filhas de Maria, nasce a Congregação Diocesana, em 1906, sob o zelo do Sr. Bispo Dom João Francisco Braga.

Recebemos o diploma de agregação definitiva à Ordem Franciscana em 10/12/1956.

Em 24/03/1979,  a Aprovação da Congregação de Direito Pontifício.

Como São Francisco e Santa Clara,   “vivem as Irmãs a espiritualidade franciscana, que consiste no seguimento de Nosso Senhor Jesus Cristo humilde, pobre e crucificado, atendendo ao apelo do próprio Cristo que diz: Se alguém quer vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome a sua cruz cada dia e siga-me.” (CCGG Art. 4º)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*